quinta-feira, 18 de março de 2010

Ele, ou melhor não, você.

O mundo é o meu refugio. Me escondi atrás de árvores, pedras e morros. Sentada, apoiada num tronco, com um pedaço de papel e você. Você do meu lado, você em tudo que eu vejo. Você que eu não sei quem é, você que eu espero. Trilhei com uma caneta o seu caminho, descrevi as suas qualidades, criei pra mim um príncipe encantado. Busquei em cada centímetro das minhas palavras um fundo de verdade, só encontrei mentiras. Escondida de tudo, parei e tentei pensar um pouco. Dês que ele foi embora de dentro de mim eu não tenho mais nada, meus sentimentos não têm mais destino, minhas lágrimas se tornaram sem razão e mesmo sem razão elas insistem em descer. Quando eu consegui expulsar ele eu percebi que não tinha ninguém pra tomar o aquele lugar, mas não sei, pensei que talvez pudesse encontrar alguém. E infelizmente, não consegui. Então agora, aqui dentro de mim é simplesmente vazio. Reina aqui dentro uma vontade incontrolável de encontrar alguém que alivie um pouco essa angustia, alguém que me faça sentir de novo o que eu senti por ele. Simples assim, deveria ser pelo menos. No entanto, me parece que a frase um tanto quanto clichê "Cuide bem da chave do seu coração, algumas pessoas não devolvem" está criando sentido pra mim. Afinal, depois dele não consegui abrigar mais ninguém aqui. Depois dele, dele que nem era tão grande assim, tudo se tornou pequeno, pouco. Tudo e todos parecem insignificantes e desmerecedores do meu abrigo remendado, porém quentinho e confortável. Ele que tanto machucou, ele que maltratou, ele que eu ao menos lembro quem foi, simplesmente ele. Ele que eu realmente não sei quem é, ele que não se trata dele, ele que é mais a falta de outro ele do que ele mesmo. Ele, que tomou espaço e me deixou querendo amar alguém sem poder amar outro que não seja ele, porque afinal, depois dele outros são poucos.

Um comentário:

Regina Zanette disse...

"Reina aqui dentro uma vontade incontrolável de encontrar alguém que alivie um pouco essa angustia, alguém que me faça sentir de novo o que eu senti por ele" (...) Antes de tomar qualquer decisão precipitada, ou radicalizar, lute. É umas das melhores saídas, mas não a mais fácil. A frase me chamou atenção por ser o que eu busco, e o que eu disse pra você aqui, é o que eu tento fazer todos os dias.